Pages

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Criar livros digitais pode ser uma tarefa fácil e útil para a aprendizagem.



O ePub é atualmente um dos principais formatos utilizados para livros digitais. Ele conquistou essa posição devido à sua flexibilidade, já que permite que o tamanho dos e-books seja adaptável à tela do aparelho que o usuário estiver utilizando. Porém, produzir um e-book nesse formato não é tarefa fácil e exige um mínimo de conhecimento em programação e código HTML.

Na verdade, exigia. Isso porque há programas que permitem criar livros em ePub sem a necessidade de um grande conhecimento técnico, como é o caso do Sigil. Com uma interface amigável e recursos práticos, o programa torna mais fácil a criação de e-books ao criar o código enquanto o usuário utiliza um ambiente muito próximo do encontrado em programas de edição de texto. Apesar de ser em inglês, a ferramenta possui recursos bastante intuitivos.

Segundo Rodrigo Mendes, professor de ensino médio do Colégio Mobile, o uso de e-books pode ser um importante recurso para o educador. “A criação de e-books desenvolve uma certa autoria no professor. Você pode criar uma apostila ou material de estudo diretamente de casa, da forma que quiser”, afirma. Segundo Rodrigo, o recurso permite que o professor monte seu próprio texto, de acordo com os objetivos do curso.

Na sala de aula, Rodrigo também já criou e-books para atividades e testes de conhecimento. Também utilizou a ferramenta para apresentar alguns conteúdos de forma mais prática e rápida. Porém, é preciso ficar atento para que todos os alunos tenham acesso ao material. Por isso, Rodrigo também sugere uma versão em PDF, que possa ser acessada por meio do computador.

Arquivos ePub podem ser acessados em tablets e celulares desde que equipados com aplicativos para leitura de e-books. Alguns exemplos são o Aldiko, para o sistema Android, e o Kindle, para iPhone e iPad.


Veja o passo a passo para usar os recursos do Sigil:

1) Na barra de ferramentas, você encontra características comuns a editores de texto, como definições de fonte e recurso para encontrar palavras e expressões no texto.

2) Para começar a editar o texto, é preciso selecionar a primeira das opções de livro, demarcadas abaixo. As outras duas são voltadas para quem pretende utilizar o desenvolvedor de códigos do programa.
 

A partir desse momento, o texto pode ser inserido ou escrito nesse espaço, logo abaixo da barra de ferramentas:
 
3) O usuário tem a opção de dividir seu texto em capítulos. Para isso, quando o capítulo estiver chegado ao final, basta clicar no botão abaixo, presente na barra de ferramentas do programa. Esse recurso é interessante para fazer outras divisões no texto, como uma capa ou bibliografia.